Diário
Quinta 14 de Fevereiro, 2019
I am My Valentine!
I am My Valentine, o título que www.fashionbindu.com usou para esta época alusiva ao Dia de São Valentim.
Não podia estar mais de acordo. Numa semana em que somos bombardeadas de publicidade a apelar ao amor romântico, é bom relembrar que o amor ao outro começa pelo próprio.

Se eu não for a melhor amante de mim mesma como me poderei render a um grande amor sem me perder?
Se eu não me auto-nutrir amorosamente como posso esperar que o outro me ame sem eu cair na co-dependência?

Muitas vezes o que chamamos de amor ou paixão é acima de tudo apego à energia do outro.
O apego surge quando eu estou carente, vazia, desnutrida.

O que dou vem dum cálice vazio.
O que recebo do outro faz-me acreditar que sem o outro jamais poderei sobreviver.

Em vez de nos amarmos de forma plena, pura e livre... entramos no lado sombra da paixão.
Começam as cobranças, a insegurança, a possessividade, os ciúmes, o controlo...
Ou no outro extremo, a mártir, a gueixa, a submissa.

O nosso coração precisa de estar cheio... pleno, para que possamos amar também de forma plena.
Acredito no Amor. Acredito na Paixão.
Mas Amor não deveria ser prisão. Mas paixão não deveria ser condição.
A partir do momento que permito que me cortem as asas ou eu corto as asas do outro, deixo de amar.
Deixámos de voar juntos. Aprisionamo-nos.
O amor perde magia. Perde encanto... mais cedo ou mais tarde.
Infelizmente, se continuarmos nessa direção, é apenas uma questão de tempo para restar nada mais que apego ou raiva.

Amor romântico?
Sim, desde que esse amor seja vivido com consciência, plenitude e pureza.
E para ser vivido com pureza, esse amor começa por cada uma de nós.

Os seios são a extensão do coração e na mulher o seu polo positivo. É o polo de dar, cuidar, conectar e se entregar... se estiver vazio entramos nas compensações.
Facilmente entregamos o nosso poder ao outro... nos tornamos co-dependentes.
Facilmente começamos a usar mal o nosso poder... nos tornamos controladoras e possessivas.


Os seios são um portal para encher o coração e abrir a mulher ao profundo prazer subtil.
No meu Curso Yoni Yoga & Alquimia Sexual Feminina serás guiada numa massagem taoísta aos seios para estimular as glândulas endócrinas e entrares num processo de cura do coração.
Esta massagem foi-me transmitida por várias professoras internacionais que aprenderam diretamente com o mestre Mantak Chia. Uma massagem simples e ainda assim bastante benéfica.

O nosso coração é o centro de amor e onde reside a fonte dos nossos sentimentos.
É também onde temos tanta dor, tristeza, sentimentos de separação, traição, desconfiança.
Limpar essas camadas de emoções à volta do coração permite que a mulher ganhe confiança para se abrir ao puro amor e para se entregar à sexualidade sagrada.

Benefícios da massagem taoísta ou tântrica aos seios (ambas as versões são ensinadas no curso):
•Desperta a energia sexual
•Gera êxtase e energia orgásmica
•Aumenta o potencial erótico
•Inunda o corpo com hormonas de prazer
•Ativa a produção de oxitocina e dopamina = neurotransmissores de "felicidade, juventude, conexão"
•Equilibra o sistema hormonal
•Purifica energetica e emocionalmente os seios
•Previne o cancro da mama

No Tao, antes da ativação da Yoni, ativam-se os seios. Porque ativando os seios, abrimos o nosso coração e criamos condições para a Yoni se abrir.

Queres usufruir da Semana 0 completamente gratuita deste curso?
Sabe mais aqui:
https://www.anataboada.com/_yoni_yoga_alquimia_sexual_feminina

Queres saber mais sobre os Poderes da tua Yoni e sobre este curso?
Inscreve-te no seminário online gratuito:
https://www.crowdcast.io/e/os-poderes-da-tua-yoni-


Se estas palavras ressoaram no teu coração, aconselho-te a ler este artigo:
Não foi amor à primeira vista:
https://www.anataboada.com/_nao_foi_amor_a_primeiravista


Que o teu My Valentine, seja repleto de AMOR!

Escreve um comentário
Por favor indica o teu primeiro nome
Por favor indica o teu último nome
Por favor indica o teu Email
Por favor indica o assunto
Por favor indica o teu comentário
*Campos Obrigatórios