Sexualidade
Desde há milénios que na Índia, Tibete, Nepal, China e Japão, o desejo, a energia sexual e a sexualidade é vista como uma arte e uma ciência muito estudada e muito praticada de forma muito sagrada. E apesar dos segredos de despertar e maximizar, de forma consciente, a experiência do êxtase tenham sido preservados até aos dias de hoje, por textos e mestres orientais, sabe-se que estas pérolas preciosas são ainda mais antigas do que se possa alguma vez imaginar. Os ancestrais sábios Maias já as praticavam há mais de 10000 anos, não só como práticas de transcendência, mas também como guias para a intimidade sexual e os relacionamentos.

Através de práticas e técnicas simples da filosofia xamânica, tântrica e taoista é possível resgatar uma sexualidade mais plena, consciente e sagrada.

Rituais belos que vão despertar a nossa consciência sensorial e sexual; técnicas de respiração simples que vão ajudar a expandir e a sublimar o nosso êxtase; dinâmicas poderosas que vão criar espaço de cura e confiança; práticas especiais que permitem nascer o respeito e a adoração.

Passar a integrar uma filosofia que respeita o sagrado feminino e o sagrado masculino dentro de cada um de nós e transporta essa dinâmica para as nossas relações amorosas através da polaridade sexual.


Explorar um sentir cada vez mais autêntico e uma relação amorosa, ora connosco mesmos, ora com o outro, cada vez mais íntegra. Para que quando chega a hora de fazer amor, todas as fronteiras da vergonha se dissolvam, todos os muros dos medos se dissipam, todos os fantasmas da autolimitação desapareçam. E em cada toque, cada palavra, cada olhar podermos tocar o divido dentro de cada um de nós... esse espaço de consciência pura que é força e coragem; que é brilho e luz; mas também que é sabedoria e amor incondicional!
Sexualidade



Se és homem ou mulher, numa relação amorosa ou sozinho, mas:

  • sentes-te frustrado e reprimido pela educação e todas as falsas crenças que bloqueiam o teu verdadeiro potencial;
  • queres sentir mais confiança na forma como te expressas, libertar todas as tuas falsas máscaras para sem medo mostrares quem és;
  • gostarias de te abrir mais à sexualidade, de forma mais consciente e sagrada, mesmo que não saibas o que isso é, ou que seja contra o que a educação e a sociedade te possa ter feito pensar;
  • estás cansado da tua vida stressada, monótona e te preocupares apenas com os outros, quando o teu maior desejo é sentir mais vitalidade, mais entusiasmo, mais paixão na tua vida e no teu corpo;
  • tens vergonha ao olhar a sexualidade, sentes que esses assuntos não são dignos e muito menos espirituais, mas algo te atrai...;
  • o teu passado fez-te acreditar que o sexo oposto não merece a tua companhia numa relação amorosa, são todos(as) iguais;
  • gostarias de libertar o teu potencial sexual porque aspiras uma vida com mais êxtase e paixão, e sabes que esse fogo interno te vai empoderar em todos os aspectos da tua vida – profissional, bem estar, saúde, amoroso, etc...
  • queres atrair o teu complemento divino e vivenciar com ele ou com ela uma sexualidade sagrada - sem culpa, sem vergonha - em que juntos possam mergulhar em níveis profundos de prazer, intimidade, conexão e devoção;
  • precisas de te curar de traumas sexuais para que te possas abrir, sem medos, a uma sexualidade mais plena
  • nunca tiveste um orgasmo e queres finalmente experienciar mais êxtase na tua sexualidade e na vida em geral;
  • sabes o que é um orgasmo, mas queres expandir essa experiência para orgasmos múltiplos e para orgasmos de todo o corpo
  • aspiras sentir mais amor, um amor que vai mais além, do que alguma vez possas imaginar...



Não és a(o) única(o) e não estás sozinha(o)!

Junta-te a nós!

Ana & Christof




Sempre senti a necessidade de me conhecer melhor, de aprender a lidar com as minhas emoções, frustrações e anseios, de encarar e vivenciar a minha feminilidade com mais carinho e alegria. Enquanto mulher, entre livros, cursos, círculos de conversas com amigas e grupos de trabalho sobre estes temas, reflexões pessoais, vivências, todos momentos e fontes de conhecimento muito interessantes e valiosos, fui buscando o entendimento e as respostas às minhas interrogações, tentando despertar o meu Ser mais profundo para a Sabedoria da Deusa-mãe, que se encontra há muito adormecida, guardada algures, nas profundezas da nossa mente, nas células do nosso corpo, nos registos dos Tempos…
 Nesta minha grande busca de esclarecimento e respostas, encontrei a Ana Taboada, uma grande mulher que decidiu abraçar a desafiante tarefa, mas imensamente sagrada, de estudar e transmitir os seus conhecimentos sobre a sexualidade (algo inerente a todo o ser humano, e ser vivo..), o Ser Mulher, em plenitude e Amor. Nos vários seminários, workshops e retiros, que pude acompanhar, pude constatar a manifesta seriedade e profundidade que caraterizam o trabalho da Ana. Posso afirmar, sem qualquer dúvida, que se trata de um trabalho rigoroso, fruto de um estudo bastante estruturado, alicerçado nas suas práticas pessoais, em alinhamento com os ensinamentos do budismo tibetano, bem como, nalguns aspetos, não menos importantes, da sabedoria taoista.
Senti e sinto que os ensinamentos e práticas desenvolvidos pela Ana Taboada constituem um bom caminho, que nos permite curar o nosso coração, a nossa sexualidade, mente e corpo, de forma a resgatar o nosso poder pessoal, a dignidade de sermos Mulheres, libertando-nos, assim, das sombras da ignorância e do preconceito que há muito cegam a Humanidade. É um caminho de autoconhecimento e cura, que se vai percorrendo, passo a passo, que nos ajuda a ir mais fundo, camada após camada, até chegarmos à nossa verdadeira Essência.
 Bem-haja Ana, por existires, pela tua dedicação, carinho, e coragem.
Sónia Conceição, Jurista, Coimbra  
Despertar a tua essência sexual foi um shake! Algo novo, algo que tocou em mim e todos os sentidos ficaram despertos. Pela 1ª vez eu senti o poder, a beleza, a força, a alegria, a maravilha do ser Mulher, sem ver o Homem como o único a deter o poder, que, para mim, só ele tinha… É complexo, por todas as nossas crenças e constitui um caminho, aliás, O caminho…. Revi-me na despolarização, nas etapas por que passei e aquilo que eu desejo. Vi o outro, o Homem, já não como o “bicho papão”. Percebi o quanto me despolarizei por medos, bloqueios, pelo desequilíbrio entre o meu feminino e o masculino, e que, por isso, também atraí, ao longo da vida, homens também eles despolarizados, em desequilíbrio. Senti um pouco mais de Paz no meucorpo, um pouco mais de respeito pelo meu ser Mulher. Senti. E quando digo percebi, significa isto: senti. E este foi um despertar para algo que me está a levar em busca de mais conhecimento, entendimento… depois do despertar, creio que já não há volta!
Paula Freitas, Professora de Português do Ensino Secundário.  
Acho que antes de toda a palavra proferida do que quer que seja, sinto que tudo transmitido vem do coração, é algo que antes de ser falado já é sentido, o que se revela na presença e transmissão genuína e autêntica; também humildade no reconhecimento de experiências já passadas... A honestidade ao cruzar as experiências durante os temas ajuda melhor a compreender e a clarificar.
Sandra Lopes, conservação e restauro de arte sacra, Braga